Habilidades digitais reduzem disparidade de gênero no trabalho
negócios

Habilidades digitais reduzem disparidade de gênero no trabalho

Notícia boa! O mundo digital está ajudando a equalizar as diferenças de gênero no mundo corporativo

Pesquisa Alcançando a Igualdade: Como o Digital está Ajudando a Diminuir a Disparidade Gênero no Trabalho, realizada pela Accenture, aponta que mulheres digitalmente habilidosas desempenham papel fundamental para possibilitar a igualdade de gênero profissional. "Há muitas maneiras de reduzir a disparidade de gênero no mercado de trabalho, mas o digital é uma via particularmente poderosa", destaca Leonardo Framil, CEO da Accenture para o Brasil e América Latina. Os dados apontam que mais brasileiras relatam estar usando o digital para se prepararem na busca por um trabalho do que os homens (88% contra 82%, respectivamente).

No entanto, a pesquisa revela que, em geral, quando mulheres e homens têm o mesmo nível de proficiência digital, elas se beneficiam mais na hora de encontrar um emprego. Apesar das mulheres ainda estarem atrás dos homens em termos de fluência digital, com exceção de alguns países, melhorar as suas competências nesse aspecto pode mudar o cenário. "Embora a igualdade de gênero não vá ocorrer de uma hora para outra, os investimentos destinados à geração de habilidades digitais entre as mulheres - por meio da educação, formação e aprendizagem prática - ajudarão a acelerar seu progresso em todas as fases da carreira", afirma.

Uma triste realidade

Por mais que a fluência digital ajude as mulheres a evoluírem em suas carreiras, seu impacto ainda não diminui a disparidade de gênero entre executivos, nem resulta na igualdade de salários. Os homens ainda são, de longe, os assalariados dominantes por família em três gerações. Isto irá mudar à medida que mais mulheres da geração Y e nativos digitais assumirem posições de gestão. A pesquisa constata que no Brasil, por exemplo, 73% das mulheres das gerações Y e X almejam estar em posições de liderança. Boa sorte, meninas!